Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

Postagem em destaque

Meus e-books à venda

Aqui estão os links para meus e-books à venda na Saraiva  por R$ 2,99 cada: www.saraiva.com.br/poesias-de-dor-e-de-alegria-de-reflexao-e-d...

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Meu querido Catchorônnn

Meu querido Catchorônn
lindo Dingo amigão
companheiro pra valer

me ajudou pra caramba
nessa barra dura e pesada
que é viver,

foi mais um item valioso
no processo de auto-aprendizado
que eu vivi
e se der vou sair vivo dessa Cathorônn

A dor que sinto

A dor que sinto
é tão profunda
que chega
a dar dor de cabeça

Criticas sempre haverão

Doem
mas existem
mais ainda o tempo todo
essas criticas perversas
que me fazem sofrer

sorte que tenho
forças
para demover
objetivos
incompletos
e retumbantes

por isso aguardo
a vitória
até não poder mais ver

Eu errei e erraram comigo

Erraram comigo
e eu errei com eles
então todos sofreram

mas vou levando
até onde der
essa vida
que me deram
pra sempre,

vou levando
assim
pra sempre

Tem que tocar o foda-se

Toque o foda-se
mande a merda
mesmo que doa

pois se ficar
em silêncio
vai ser pior

então
toque
o
foda-se

Minha vida é igual uma fita


Minha vida
é igual uma fita
de videocassete
as vezes enrola

então você
tem que ir lá
e desenrolar
ela

colocam coisas em nossa cabeça

Colocam tanta coisa
na cabeça da gente
que a gente fica doida

Avançamos sonolentos
e incapazes de ver além
do mar sem fim
desse oceano absoluto

compreendemos
que não há o que compreender
e sim o que fazer.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

otempontelo

otempontelo
veraneio de mais veres
abrace a causa
das angústias e tristezas
para transformar em alegria
otempontelo

O que mais eu poderia escrever

O que mais eu poderia
escrever além da
convalescência das
brumas esdruxulas
criptando ao luluar
do vem me ver escaravelho?

Eu quiz ficar

Até judiar de adiar o desfecho
da porta aberta em meu peita já desavisado
quero ajudar e acompanhar

O que é ser bem sucedido

é descobrir as respostas
para nossas dores
tão lanscinantes e angustiantes
que gritamos
ao redor de o mundo inteiro

Alivio

Alivio que
a tanto
tempo
não via

e que veio rever-me
nesse única vez
mas já tão sobejamente aletrada
enfileirada nas diagonais
de meu coração já tão cansado
quero de novo esse alívio.

Atuar

Atuar
aliviou-me
pela primeira vez
a alma,

Agora perdoô

Agora perdoô
a todos
pois já é difícil
já é complicado
é demais,

a dor é imensa
em meu peito semiaberto
rabugento-taciturno amargurado
mas que tem bondade tão cansada
pela dor já tão forçada.

Vou tentar até o fim

Vou tentar até o fim
para poder
percorrer a estrada
dos sonhos devanecidos,

vou andando até demais
vou até não poder mais
vou andando até onde der

vou andando ando mais
até não mais poder
é o que sei,

vou...

me zoaram

A zoeira foi demais
que eu não aguentei
mas agradeço a Deus
pois me enturmei

A dor em minha alma

A dor em minha alma
é tremenda
varre o cosmos do meu peito

dor que jamais
pensei existir
nesse meu coração

mas agradeço a Deus,
tentaram me ajudar
mas não puderam
pois eu tinha problemas

sei que serei criticado
sei bem pois dor dessa desperta inveja
e ninguém gostaria de estar no meu lugar.

Que sirva de exemplo

Que sirva de exemplo
o meu exemplo

tanto fiz
mas a lição: Não desisto
pois está no meu dna

quero ser bem sucedido
e vou ser sei que vou

já venci

Já venci
até aqui
pois vivo estou

cambaleando
mas também
enchapelando

Foi um dia

Foi um dia
em que eu
aprendi
mais do que sabia
e menos do que deveria

Eu só queria

Eu só queria
deitar e chorar
a mágoa da saudade
do tempo passado

mas eu não posso
porque represei
tudo dentro em mim
agora chora

eu tenho mágoa
porque as pessoas
não sabem
como é dura a mágoa represada

é dura....

Eu dou valor pro meu pai

valorizo meu pai
pois esteve comigo
até o fim

sei que fiquei magoado
mas também sei
que meu pai
não me abandonará

Vocês vão descobrir

Zoeira em excesso
faz mal
e se vocês pesquisarem
vão descobri
que eu me ferrei
e queria melhorar
por isso digo: moderação

É da minha natureza querer viver bem

É da minha natureza
querer viver bem,
desejar e ser responsável

é da minha natureza
de rouxinol
engaiolado

mas vai
não se demora

Sofrendo

É sofrendo que se aprende,
é aprendendo que se evolui
e é assim que as coisas andam.

O sofrimento

O sofrimento ta demais
chega a sangrar
a epiderme da alma

O valor da família

O valor da família
é imenso
eu sei,

Agradeço

Agradeço a oportunidade
que tive de ver
e enxergar como as coisas são,

O acaso

O acaso 
é o que
comanda,

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Se me obrigar

Se me obrigar
eu ensino
o caminho,

É dureza

É duro,
é dureza
essa vida,

vai passando
enquanto
a gente caminha,

e as coisas vão acontecendo
nesse meio tempo
inexoravelmente

Minha angústia não tem tamanho

Minha angústia
não tem tamanho
tem peso,

angústia de
ser desprezado
de ser jogado as margens,

Crianças

Crianças
são doces
mas depois
de adultas
vão perdendo a essência,

A vida é dura

A vida é dureza
pois não se tem
e o que se quer
é tirado.

Dores da topografia

Dores da topografia
desse meu coração
tão contrafeito

que vai descendo
a ladeira
do tormento.

A pedra que me cala

A pedra que
me cala fundo
é a mais
silenciosa e pesada pedra
do mundo,

A mágoa é uma pedra

A mágoa é
uma pedra funda
e pesada

que corrói
até os
dentes.

A mágoa é
uma pedra
funda

Entra numa guerra

O único
que entra
em uma guerra
de graça
é o soldado,

Estou ficando indiferente

Estou ficando indiferente
aos poucos
e sem que ninguém perceba,

um processo
que não
tem volta.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Opressão que se abate sobre mim

Opressão que se abate
sobre mim
e meu coração,

que vem e fica,
se abate e
comprime
meu coração,
opressão.

faço
versos
na esperança
de que meu coração
fique mais leve
e se livre dessa opressão,
coração.

Aves lindas

Aves lindas
que vêm me ver
aqui no Rio grande do sul
no Taim,

aves que vêm
me ver
aqui no Taim
que eu também venho ver.

Aves que lindas são
e por tão belas
a fotografar
agora eu estou,
aves lindas.

Que vêm de
muitos rincões
do mundo
aves belas que sóis.

Aves que admiro
e gosto muito
são vocês
aves lindas de admirar
de ver e de fotografar.

Vento que serpenteia

Vento que serpenteia
pela montanha
acima,
depois desse veloz
montanha abaixo,
vento que serpenteia.

Vento que nos deixa
tontos e zonzos
tamanho seu barulho
e velocidade
vento que serpenteia.

O que escondem estas montanhas?

Que vasto
e esplendoro mistério
escondem estas montanhas?

Imponentes
e majestosas
elas se elevam
acima da paisagem
e constituem-se um mistério.

Demora a melhorar

Demora a melhorar,
mas melhora
eu sei que melhora,

Tenho dó

Tenho dó
de quem
tem dó de mim,

Estou te vendo

Estou te vendo,
pelo menos as nuances
estou vendo.

A estrada é fria

A estrada é fria,
sutil
e enigmática

mostrando-me
nuances
que agora não sei
entender
e por isso me choco.

Vai..

Vai zombando,
vai rindo,
vai mentindo,
vai...

Altaneira

Altaneira
bonequinha
de pano,

sorridente
criancinha
imóvel

Qão dura é essa dureza

Quão dura
é essa dureza
malévola!

Os coitadinhos choram

O que um
coitadinho
sabe fazer
além de chorar?

Homogeneamente sorrateiro

Homogeneamente sorrateiro,
derradeiramente escorregadio,
assim é.

De entremeios do sorriso

De entremeios do sorriso,
variando pelos cantos,
saindo pela diagonal,

pois é de detalhes
que se faz
um esboço completo
e depois a obra.

Vou te possuir

Se me permite
vou te possuir
não se preocupe.

Se não se incomoda
vou te entanhar
não se apoquente.

Tem que sentir

Tem que sentir,
experimentar,
perceber,
alargar o horizonte.

É porque passa,
por onde passa
e caminha
trilhando mansamente
o carreiro.

Do que há no coração

Do que há no coração
se sente
em alfinetadas
e secura