Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

Postagem em destaque

Meus e-books à venda

Aqui estão os links para meus e-books à venda na Saraiva  por R$ 2,99 cada: www.saraiva.com.br/poesias-de-dor-e-de-alegria-de-reflexao-e-d...

sábado, 15 de julho de 2017

Tudo dando certo

Tudo dando certo,
acontecendo,
e quanto tempo esperei!

agora feliz estou,
pois no caminho certo estou,
sempre estive,
mas não conseguia ver,

Então emprego.

Então emprego,
até que enfim
nos encontramos,
eu e você,

Penso em minhas qualidades

Penso em minhas qualidades
e fico feliz
pois são boas
e as aceito,

Quero a canção alegre

Quero a canção alegre,
quero o beijo suave,
o odor agradável,
o suspiro apaixonado.

Mas isso pode esperar

Mas isso pode esperar,
agora é hora de
aproveitar,

uma música suave,
uma mulher agradável
e um enlace dos chamegos
a dois acontecer.

Intuição

A intuição em mim
é muito forte,
e me perguntam como eu sei,
mas eu apenas sei,

E afinal é isso!

doses do que vem,
e do que vai,
e se abre,

nesse mar imenso
que é o mundo
e que nos leva junto
como a correnteza leva a água,

sábado, 8 de julho de 2017

A nossa natureza

Como é duro
mudar
a nossa natureza!

Simplesmente
não se consegue,
só se sofre.

Alma cantante

Alma cantante
que me alivia
e me embala
que,  nesse berço, estou,
então me embala
me embala que nesse berço estou,

alma cantante
sorri para mim
e fique comigo mulher!
fique comigo
porque de solidão já farto estou,
então fique comigo mulher!

fique nessa noite
e nas outras
e sorria, me nutra mulher!

Alma que canta
que embala
que dança
que malha,

alma que embala
e que dança
que canta
e que lança,
alma que faz,

sorri pra mim
alma que canta
e que dança,
que embala e que se joga,
alma que balança,

Fala pra mim,
alma fagueira,
sorri,
canta comigo,
ama comigo,
fica!








Quando falo da saudade

Quando falo
da saudade
parece que alivia-me o peito,

quando falo
das canções e das monções,
do jeito faceiro das moças,
dos rincões e das paragens,
me alivio assim de pronto,

Agradeço pois mais um dia estou.

Agradeço
por mais
um dia,

pois aqui
mais uma vez
estou,

Minha simplicidade encanta

Simplicidade
que encanta,
comove
e transforam,

eu sei que
essa minha
simplicidade
tem poder,

Agradeço mais um dia aqui!

Mais um dia que vivo,
ainda vivo
aguentando a dor,
o estresse,
ainda vivo!

Mas eu sei,
bem lá no fundo
eu sei que vou
conseguir trabalho
e a minha própria renda,

Aquele canto que eu canto

Aquele canto
que eu canto
me alegra
nas debandadas,

das noites
enluaradas
do comover
do entreter,

aquele prosa
que eu puxo
a me entreter
a me envolver
e a me enternecer,

aquele vinho
que eu bebo
que me entorpece,
que me leva,
que me da asas,

são coisas a mais,
coisas normais
para mim
que faço e desfaço
e que  me ajudam
a seguir em frente.

As belezas

As belezas
das redondezas
das profundezas
das discrepâncias,

A opressão
da profusão
da  dissolução,

Me volto para o caderno

Me volto para
o caderno,
sorridente,
enquanto eu aqui
macanbúzio,
doendo léguas,

oprimido
a não poder mais,
detido
a correr mundo.

Meu coração já é sertão

Coração curtido
ao sol
de meio-dia,

solo rachado
igual
ao do sertão,

Um canto suave e um afago doce

Eu quero
um canto suave
e um afago doce

para desaguar
a minha tristeza
e desatar os nós do meu coração.

Eu quero
uma brisa fria
e um chamego direto

para revirar a tristeza
e fazer subir
suspirar a alegria,

eu quero,
quero,
quero.

Cantado,
chorando
e pensando,

 sentindo a brisa,
acalentando a tristeza
e revirando no fundo.

Vai,
vai,
vai,


vai coração,
vai buscar a brisa
e o afago suave,

que ainda não teve
pois ainda é tempo,
ainda é hora.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Sou redator

Para quem ainda não sabe eu também sou redator e caso estejam precisando de algum tipo de texto visitem meu outro blog. Deixo o link abaixo:

https://www.redatormarciojung.blogspot.com.br