Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

Postagem em destaque

Meus e-books à venda

Aqui estão os links para meus e-books à venda na Saraiva  por R$ 2,99 cada: www.saraiva.com.br/poesias-de-dor-e-de-alegria-de-reflexao-e-d...

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

sábado, 27 de dezembro de 2014

lobo amaldiçoado

Existe um demônio dentro de mim,
por isso temo,
temo que escape.

O sinal  para que saia
é a lua cheia,
Por isso escondo-me,
mas não sei por quanto tempo aguentarei.

O sofrimento é comovente

O sofrimento comove,
inspira,
é belo como os mais belos anjos.

Mas é preciso muito,
muito para suportá-lo e permancecer ileso,
tanto que eu nem saberia explicar

Existe algo dentro de mim,
algo que corroi-me,
um mal.

Esse mal é a dor  avassaladora,
a angústia aniquiladora,
a solidão.

Mas eu continuo, continuo o caminho.
Para que a alma renasça é preciso que o coração seja forte o suficiente.

Segredos da floresta

Segredos da floresta,
ocultos em meio  as árvores,
protegidos.

Aqui tudo fascina,
o som das calmas águas dos rios,
o uivo dos lobos,
tudo.

Magia como a das velhas lendas de outrora,
esse fascínio está presente em meu espírito,
essa floresta está presente  em meus sonhos.


O horror em meus olhos

AH! O horror em meus olhos,
horror inenarrável,
deste sonho horrendo,
meu deus! que sonho horrendo!

Choro em desespero,
desespero intenso,
será um sonho  ou não?

Eternity

Eternidade,
imortalidade,
imensidão.

Vida eterna,
para sempre,
vida longa.

A imortalidade pode ser uma maldição,
ou uma benção se estivermos acompanhados,
pois afinal de contas ninguém quer passar a eternidade sozinho.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Olhar, sorriso e silêncio

Silêncio,
solidão,
reflexão.

Silêncio pode ser solidão,
silêncio pode ser reflexão,
silêncio pode ser contemplação.

Pessoas que muito dizem e nada falam,
barulho, algazarra,
as vezes o silêncio fala mais do que as palavras.

O olhar fala muito,
o sorriso expressa muito e conquista.
Olhar, sorriso e silêncio
são coisas de pessoas sinceras!


quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Não sou de me mostrar

Não sou de fazer a minha propaganda,
não costumo falar das minhas qualidades,
do que escrevo,
não costumo querer falar de mim para as mulheres,

Deixem que as pessoas venham até mim por si próprias,
deixem que descubram o que escrevo,
Assim como "o manuscrito escrito em uma garrafa",
deixem que as mulheres descubram-me
"pois as verdadeiras poesias e os verdadeiros tesouros existem para serem encontrados."

Feliz natal!

Feliz natal a todos!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

A dor que eu sinto

A dor que eu sinto é imensa!
a dor da solidão,
a dor de não ser  amado.

A dor de amar mulheres maravilhosas
que não me querem,
por que são estrangeiras ou arrogantes.

Essa dor acompanha-me
como se eu fosse eterno,
ela torna-me eterno!

Nos umbrais do teu castelo

Nos umbrais do teu castelo
encontro alívio para a minha dor.
Nessas florestas encontro paz
e silêncio.

Nessas florestas encontro alívio
e sinto-me em casa,
sinto um fascínio imenso,
como se pertencesse a esse lugar,
como se eu fosse de outra época.

Não as posso ter!

Sou infeliz
pois apaixono-me apenas por mulheres lindas
e não as posso ter,

não as posso ter
pois algumas são  estrangeiras,
algumas são arrogantes,
e assim não as posso ter.

Por isso sou infeliz e solitário,
pois não as posso ter!

Catedral

Catedral,
castelo,
floresta.

Sonho,
e lá fora, os lobos uivam
em  meio a floresta.

Uma vampira dança em minha catedral

Uma vampira dança em minha catedral,
rodopia suave,
ela é ruiva
morde suavemente meu pescoço.

Ela dança suave em minha catedral,
minha catedral,
meu castelo que mais parece uma floresta.

sábado, 6 de dezembro de 2014

lobo branco, lobo vermelho, lobo negro

O grande lobo que aproxima-se para alimentar-se,
para saciar sua fome
e devorar a todos.

O grande lobo que aproxima-se
para uivar à lua
e a todos aprisionar no medo.

domingo, 30 de novembro de 2014

Pessoas que se vão

Pessoas que se vão,
saudade que fica,
vida que continua pois é preciso continuar.

Um corpo é só um corpo,
mas as boas lembranças são eternas
e a saudade perdura por muito tempo.

Vai mãezinha, vai tranquila,
pois nós continuaremos aqui
sempre lembrando de você,
então vai mãezinha, vai!

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

À minha mãe

Somos apenas cinzas,
então, o que fica?
Fica o cinza das cinzas,
memórias,
exemplos.

Lembranças,
sorrisos,
conselhos.

Ao que vai adeus,
ao que fica coragem.

Uma rosa,
um não volta mais,
uma saudade.

O corpo vai,
mas a coragem fica.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Luto!

      Infelizmente minha amada mãe não resistiu a um avc e veio a falecer.  Sempre lembrarei dela com carinho pois sempre foi uma pessoa bondosa. Durante algum tempo não farei novas postagens mas depois retornarei.
       Descanse em paz minha mãe!
     

domingo, 5 de outubro de 2014

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Eu sou a poesia

Eu sou a poesia,
tudo o que eu penso é poesia,
as vezes lenta, as vezes rápida,
e até confusa, mas é poesia.

Eu sobrevivi

Se hoje eu sou forte,
é porque ontem eu sofri.
Eu sobrevivi, ainda estou aqui.

Eu sou Lucky Skywalker

Eles tentaram me fazer passar
para o lado negro da força,
mas eu não passei.

Queriam que eu fosse  igual a eles,
mas eu não fiz isso,
eu continuei trilhando o meu caminho.

Durante todo esse tempo,
eu fui acumulando experiências,
muitas delas negativas, mas eu continuei,
e fui aprendendo e tornando-me cada vez mais sábio.

Hoje eu tenho a consciência de que sou um herói,
porque eu consegui salvar a minha vida,
eu sou Lucky Skywalker.


 





domingo, 14 de setembro de 2014

Quero uma mulher

Quero uma mulher,
que seja simples sem deixar de ser elegante.
Que seja forte sem deixar de ser carinhosa.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O amaldiçoado

     Teriosvaldo vivia do comércio, tinha lá seus 40 anos, cabelos negros e rosto fino e marcado pelo tempo, no lado direito da face possuía uma cicatriz proveniente de uma guerra na qual lutou. Era um homem franzino mas que não deixava-se intimidar, era decidido, firme em seus princípios, pai amoroso e marido fiel. Agora voltava de uma longa viagem, sua carroça estava apinhada, trazia roupas, utensílios domésticos e plantas medicinais. A volta para casa duraria quinze dias e já estava a meio caminho de Vila Mansa. Já era noite e precisava descançar, então fez uma fogueira e de repente um mago apareceu.

sábado, 30 de agosto de 2014

Cantando o dom da palavra

Quem tem o dom da palavra
tem as palavras na ponta da língua,
e vai falando e escrevendo
palavra por palavra.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

terça-feira, 29 de julho de 2014

Impostos

Muitos reclamam,
pedem menos impostos,
mas não atacam o verdadeiro problema
que é o desvio de recursos.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Força total

Selvagem selvageria,
do selvagem selvagem.
apêlo imoral do bruto.

Brutalidade brutal
do inconsequente
nestes tempos de loucura.

Loucura fatal, medo incontrolável,
a falência é moral e o erro é fatal,
a crise é mortal e a força é total,

Força total nesta selvageria animal
que o mundo é animal neste estresse mental,
diarreia mental nessas mentes pequenas.

Pois a dívida é total e o pagamento é mensal.


Velocidade

Tempos modernos,
crianças cibernéticas
que já nascem usando computador.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Que vença o melhor

Tristeza pela derrota,
mas um tem de perder
para que  outro ganhe.

Para ser o melhor
é preciso enfrentar os melhores.
Para ser grande
é preciso reconhecer a derrota.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

terça-feira, 1 de julho de 2014

domingo, 29 de junho de 2014

Bosque fantasmagórico

Caminho pelos bosques,
é noite e estou sozinho,
só o silêncio a me acompanhar,

as árvores são altas e frondosas,
meus pensamentos pregam-me peças,
ouço barulhos e amedronto-me,
olho para trás,

Sonho na madrugada

Na madrugada eu canto,
saio pela cidade
em meio ao silêncio e canto.

Paro à beira do cemitério e canto.
Presto atenção ao silêncio
e olho para o portão do cemitério,

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Se eu fosse Deus

Seu eu fosse Deus
eu criaria um mundo perfeito
onde não houvesse sofrimento,
nem miséria,

Apenas sombrio

Gosto da noite,
do silêncio,
do frescor da madrugada,

gosto de lendas e filmes de horror,
gosto da solidão,
de admirar as lâpides de belos cemitérios,

Vamos cantar

Cantemos o espanto,
cantemos o rancor,
cantemos a raiva,

cantemos o desespero,
cantemos o medo,
e o medo de ter medo,

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Padrão Fifa

Precisamos urgentemente
que o Brasil torne-se
um país padrão Fifa em todos os setores.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

O amaldiçoado

     Teriosvaldo vivia do comércio, tinha seus 40 anos, cabelos negros, rosto fino e marcado pelo tempo, no lado direito da face possuía uma cicatriz proveniente de uma guerra na qual lutou, e esse risco ía da base dos olhos até o início do queixo. Ele era um homem franzino mas que não deixava-se intimidar, era decidido, firme em seus princípios, pai amoroso e marido fiel. Agora voltava de uma longa viagem, sua carroça estava apinhada, trazia roupas, utensílios domésticos e plantas medicinais. A volta para casa duraria quinze dias e já estava a meio caminho de Vila Mansa. Já era noite e precisava descançar, então fez uma fogueira e
de repente um mago apareceu.

sábado, 7 de junho de 2014

Site Overmundo

Agora também estou no site  www.overmundo.com.br. Dêem uma passada por lá.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Flores na lâpide

Somos frágeis,
hoje estamos aqui,
amanhã não mais.

A vida é curta,
é passageira,
e o amanhã, esse não nos pertence.

Pessoas que vão,
lembranças que ficam
e dor.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

quinta-feira, 29 de maio de 2014

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Comentem

Olá,
       Gostaria de convidar todos os visitantes do blog a comentarem meu trabalho e dizerem de onde são, isso seria muito agradável.
Obrigado e até mais meus leitores!

Onde ler minha poesia

Minha poesia não é para ser declamada,
é para ser lida,
para ser sentida.

A minha poesia
é a poesia dos desgraçados,
dos desiludidos,
dos marginalizados.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Ficção científica

Sonhos, especulações,
máquinas potentes
e a viagem no tempo.

Divagações constantes,
mas que em algum momento
podem tornar-se realidade.

Realidades paralelas,
vidas na estufa,
fantasmas na máquina.

As realidades virtuais
e as possibilidades.
Probabilidades científicas
nesse nosso universo em miniatura.

Qual o limite da criatividade?
da probabilidade?
e da possibilidade?

Música

Música, eu gosto,
gosto de rock,
música forte
e ritmo acelerado.

sábado, 17 de maio de 2014

Adjetivação

A maleabilidade
da discursalidade.

A inafiançabilidade
da inverificabilidade.

A inveridicidade
da indissociabilidade.

sábado, 10 de maio de 2014

O corpo

É o jardim das emoções
e o berço das sensações,
ele nos conecta com a natureza,

nos faz sentir
e perceber a linguagem cósmica,
e o véu do mistério.

Conjunto

Cada parte tem sua função,
cada parte tem seu valor,
e todas trabalham juntas.

Se uma padece,
todo o resto vai mal
e é preciso resolver o problema.

Conexão

Liberdade,
êxtase,
comunicação,

Amigos destrambelhados

Esse é desmiolado,
aquele é míope,
e aquele outro é surdo.

sábado, 3 de maio de 2014

cantares cantados

Cantando cantei,
cantando canto,
e com certeza,
cantando cantarei.

Cantares cantados,
cantares que canto,
cantares que ainda cantarei.

Ah como é doce o cantar
de um canto bem cantado.

Como é inspirador
o canto heróico,
cantado pelos antepassados.

Como é alegre
o canto feliz,
que nos inspira.

Como é comovente
o canto dos sofrimentos
de nossa gente humilde.

Um canto só é bem cantado,
quando é cantado
com o coração.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

O tempo

Implacável,
inexorável,
infindável,

antigo,
inclemente,
impiedoso,

faminto,
insaciável,
incontrolável,

abstrato
e ilimitado.

sábado, 19 de abril de 2014

Fale para mim

Diga o que acha da minha poesia,
diga sim, diga não,
mas por favor diga!

Diga,
diga com ardor,
fale bem,
fale mal,

fale com o coração,
mas por favor,
não fale com frieza.

Opine
para que eu continue vivo!

O pacifista

O pacifista é pacífico,
e vive pacificamente
pacificando o mundo,
para que este seja um lugar pacífico.

domingo, 23 de março de 2014

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Quem é o poeta?

O poeta é sempre um sofredor,
pois sempre há algo para chorar,
algo para sofrer,
algo para lembrar.

Esta é a maldição do poeta,
o longo sofrer.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

coração amargo

Tenho um coração amargo,
amargo como café sem açúcar,
tanta mágoa represada,

mágoa saturada que envolve-me,
e deixa-me por demais saturado.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Já leu Augusto dos Anjos?

Eu li Augusto dos Anjos,
li Manuel Bandeira,
mais do que isso
eu vivi Augusto!
eu vivi Manuel e tantos outros!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Parábola sobre a poesia

Certa vez um menino encontrou um poeta e começou a indagá-lo:
 - O que é preciso para escrever sobre a raiva?
 - É preciso ter ficado nervoso muitas vezes.
 - O que é preciso para escrever sobre o pessimismo?

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Nota de agradecimento

Agradeço a todos os sites que disponibilizaram meu livro e aos que vierem a disponibilizá-lo no futuro.
Um grande obrigado a todos vocês.